drarosyane.clinicaoncologica@gmail.com    |   

A relação entre Vitamina D e o surgimento do câncer

A relação entre Vitamina D e o surgimento do câncer

Já pensou que uma boa dose diária de Vitamina D pode livrá-lo de um câncer? Bem, não funciona de maneira assim tão pragmática, mas é certo que a probabilidade de desenvolver tumores reduz bastante. 

É sabido e notório que a vitamina D tem um papel fundamental na manutenção do cálcio e do ferro, beneficiando ossos, dentes e o esqueleto como um todo. Mas a carta na manga é o recém-descoberto potencial desta vitamina na prevenção do câncer. 

A presença de vitamina D varia de acordo com cada organismo e com a incidência de raios solares durante o ano na região em que vive o indivíduo. Então, antes de mais nada, é importante saber se vale para todo mundo. Outro critério a ser ajustado são os fatores de risco como idade, peso, tabagismo etc. Analisado esse contexto, a conclusão dos cientistas é que maiores níveis de vitamina D estão associados a uma redução de aproximadamente 20% na probabilidade de desenvolver qualquer tipo de câncer. Para tumor de rim, por exemplo, o risco cai de 30 a 50%.

Mas os benefícios também têm limites: Ou seja, a partir de certa quantidade, o indivíduo não experimenta rendimentos extras, de forma que não adianta torrar no sol ou ingerir um monte de cápsulas. Também neste caso o excesso é prejudicial – o acúmulo de cálcio nas artérias, por exemplo, pode ocasionar infartos e derrames. 

Os estudos científicos ainda precisam definir qual é a concentração exata de vitamina D capaz de blindar o corpo contra tumores. Mas, até lá, a recomendação continua sendo a mesma: 15 minutinhos embaixo do sol são suficientes para colher os frutos desta vitamina.  

Fonte:Medical Site

19 de Junho de 2019