drarosyane.clinicaoncologica@gmail.com    |   

Quais são os tipos de câncer de pulmão?

O câncer de pulmão

Entre os tumores malignos, o câncer de pulmão é o tipo mais comum e mortal, que afeta tanto homens quanto mulheres. Está estritamente associado ao consumo de tabaco em 90% dos casos diagnosticados. Originado das células que revestem os brônquios e de algumas partes do próprio pulmão, como bronquíolos e alvéolos, esse câncer precisa ser tratado o quanto antes, pois oferece alto risco de metástase para outras partes do corpo.

Os tipos de câncer de pulmão

Há dois tipos principais de câncer de pulmão: pequenas células (10 a 15% dos casos, o mais agressivo) e não pequenas células (80 a 85% dos casos, o mais comum). Esses dois tipos de câncer de pulmão têm características próprias de crescimento e disseminação - exigindo, portanto, tratamentos diferentes.

Entre os tumores de pequenas células, existem dois subtipos principais: o carcinoma de pequenas células e o carcinoma de pequenas células combinadas. A classificação é feita de acordo com a aparência e a origem das células tumorais.

No caso dos tumores de não pequenas células, destacam-se três subtipos:

Adenocarcinoma - responde por cerca de 40% dos cânceres de pulmão. É mais frequente em mulheres jovens não fumantes e normalmente é encontrado em áreas externas do órgão. Tem crescimento mais lento e melhor prognóstico que outros tipos de câncer de pulmão.

Carcinoma epidermoide - responde pela média de 20% a 30% dos cânceres de pulmão e normalmente é encontrado no centro do órgão, perto dos brônquios.

Carcinoma de grandes células - responsável por 10 a 15% dos cânceres de pulmão. Surge em qualquer parte do órgão e tem crescimento e disseminação bem rápidos - o que dificulta ainda mais o tratamento.

Outras classificações

Além desses, outros tipos de tumores que afligem os pulmões são os carcinóides, os adenóides císticos, os linfomas e os sarcomas, todos menos comuns. Há, ainda, o risco do pulmão ser acometido por metástases de cânceres originados em outros órgãos, como pâncreas, mama, rim ou pele. Nesses casos, os tumores são tratados no local de origem e não são considerados cânceres de pulmão.

 

Normalmente este tipo de câncer surge em idade avançada, atingindo pessoas com mais de 65 anos e descoberto por volta dos 70. Apenas 2% dos casos são diagnosticados naquelas com menos de 45 anos. Evitar os fatores de risco e aumentar os de proteção pode ajudar a prevenir o câncer de pulmão. Portanto, pare de fumar ou fuja do fumo passivo, alimente-se de forma equilibrada e pratique atividades físicas regularmente. Não apenas o pulmão, mas o corpo inteiro agradece.

Fonte: Medical Site

12 de Dezembro de 2019