drarosyane.clinicaoncologica@gmail.com    |   

Entenda a radioterapia como tratamento de câncer

A radioterapia é um tratamento oncológico geralmente utilizado para tratar cânceres em estágios iniciais. Depois de passar por uma evolução na tecnologia oncológica, a radioterapia passou a provocar menos efeitos colaterais e atuar com maior precisão. Diferente do que acontecia antes, quando o tratamento afetava grandes volumes de tecido ao redor do tumor.

Funciona assim: radiações ionizantes são utilizadas para alterar o tecido humano. Ou seja, os raios são aplicados de maneira focalizada, modificando tanto o tecido saudável quanto o tumoral.

Os tipos de radioterapia podem ser classificados como neoadjuvante, adjuvante, curativo e paliativo, variando de acordo com a situação do paciente. Veja:

Neoadjuvante: diminui o volume do tumor, facilitando uma cirurgia posterior;

Adjuvante: utilizado depois de um tratamento anterior, para reforçar o resultado;

Curativo: utilizado como principal forma de tratamento;

Paliativo: apenas ameniza os sintomas para melhorar a qualidade de vida do paciente.

Para se ter ideia, num efeito comparativo, a principal diferença entre a  quimioterapia e a radioterapia é que a primeira tem um efeito sistêmico e a segunda tem atuação local. Enquanto a quimio alcança o corpo inteiro, a radio afeta somente a área de aplicação. Atualmente, os dois tratamentos são combinados, já que o ideal é tratar o câncer com uma abordagem multidisciplinar, oferecendo ao paciente todas as possibilidades terapêuticas, mas de maneira personalizada. Assim, dá para estabelecer a melhor terapia para cada pessoa.

Fonte: Medical Site

18 de Junho de 2020