(12) 3951-7037 | (12) 99797-1779

drarosyane.clinicaoncologica@gmail.com

Blog

Pode se dizer que o câncer tem cura?

Avalie este item
(0 votos)

Cada câncer pode variar de acordo com as características do tumor (tipo, tamanho e localização) e estado geral do paciente, sendo alguns mais fáceis de lidar que outros. É possível curá-lo quando é diagnosticado e tratado na fase inicial. Assim, evita-se a metástase e melhora a qualidade de vida do paciente. Por isso, é fundamental ir ao médico quando surgem sintomas como ferida que não cicatriza, dor que não melhora com repouso ou emagrecimento sem causa aparente. É o médico oncologista quem pode atestar as possibilidades de cura no primeiro momento.

Tratamentos oncológicos
Alguns tipos de câncer são tratados com apenas um método. Outros, porém, são tratados com métodos associados, variando na duração, já que isso depende do tipo e do estágio do tumor. Assim, o tratamento pode ser aplicado tanto para a cura da doença quanto para a redução dos sintomas. As opções disponíveis são:

Quimioterapia - consiste no uso de medicamentos específicos contra o tumor, que podem ser tomados em cápsulas, em comprimidos ou em injeção na veia. O problema é que os quimioterápicos possuem fortes efeitos colaterais, como náusea, vômito, dor abdominal e queda de cabelo.

Radioterapia - consiste na aplicação da radiação diretamente no local do tumor, com o objetivo diminuí-lo e impedir seu crescimento. Normalmente é um procedimento complementar, aplicado depois da remoção cirúrgica do câncer, agindo diretamente sobre as células malignas que ainda sobrevivem no organismo.

Imunoterapia - consiste no uso de medicamentos que fortalecem o sistema imune, forçando o próprio corpo a reconhecer células malignas para que os anticorpos combatam. Geralmente é um método utilizado quando o paciente não responde bem aos outros tratamentos mais comuns.

Remoção cirúrgica - consiste na remoção inteira ou parcial do tumor. No entanto, nem sempre é possível, pois depende da localização e do acesso, além da irrigação sanguínea que ele recebe. Os tumores cerebrais, por exemplo, são de difícil alcance e o risco de morte ou complicações é maior.

Transplante de medula óssea - normalmente recomendado em caso de cânceres do sistema sanguíneo, como leucemia, linfoma e mieloma múltiplo. A medula óssea responde pela produção das células do sangue, então o transplante permite restaurar essa produção e maturação em casos de câncer.

Tratamentos naturais
Paralelamente aos tratamentos convencionais, existe uma forma orgânica de tratar o corpo vitimado e fragilizado pelas terapias. Uma alimentação rica em vitaminas, minerais e antioxidantes é importante para nutrir um corpo que está combatendo uma doença tão letal e de maneira bem mais rápida. Procure se exercitar e realizar atividades prazerosas.

Fonte: MEDICAL SITE

Compartilhar nas redes sociais:

Escolha um dos nossos consultórios: