(12) 3951-7037 | (12) 99797-1779

drarosyane.clinicaoncologica@gmail.com

Blog

As perspectivas para a área do câncer em 2020

Avalie este item
(0 votos)

Quais foram os principais acontecimentos sobre o câncer em 2019 e quais são as perspectivas para 2020 sobre este assunto? Vamos começar com o tumor mais frequente e fatal no Brasil, o câncer de pulmão. Ano passado foi lançado o projeto Lung Mapping, que disponibiliza gratuitamente exames para detectar o perfil molecular do tumor em qualquer paciente, garantindo mais precisão e qualidade no diagnóstico - consequentemente, também no tratamento.

A imunoterapia pode crescer ainda mais como alternativa de tratamento para diversos tumores, como mama, pulmão, colo de útero, endométrio, melanoma cânceres de cabeça e pescoço. Já foi comprovado que combinar a imunoterapia com outros tratamentos convencionais - como quimio e radioterapia - aumenta significativamente a resposta patológica, ou seja, quando a doença desaparece após o uso de um medicamento.

As terapias-alvo proporcionaram excelentes resultados para alguns tipos de tumores de mama e ovário. Os últimos estudos indicaram que o uso de certas drogas-alvo em pacientes com defeitos genéticos específicos aumenta expressivamente a sobrevida desses pacientes, inibindo a progressão da doença.

Já em 2020 a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) está engajada para que novas drogas e procedimentos sejam incorporados no sistema privado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) - instituição que garante o direito de cobertura pelo plano de saúde aos seus usuários. Este empenho é fundamental para garantir mais agilidade no acesso aos medicamentos oncológicos no sistema privado. Mas também para garantir que esses fármacos sejam realmente oferecidos nos consultórios.

Outro esforço da Sociedade será para reverter o cenário de atrasos em diagnósticos e tratamentos. Pois no sistema público a Lei dos 30 dias já foi sancionada e determina o prazo máximo de um mês para a realização de exames que comprovem o diagnóstico de câncer. Tanto em âmbito público quanto privado, esse engajamento é fundamental para ampliar o acesso aos avanços do tratamento oncológico no Brasil e impactar positivamente na sobrevivência e qualidade de vida dos pacientes.

Fonte: Medical Site

Compartilhar nas redes sociais:

Escolha um dos nossos consultórios: